falecom@sigmacon.com.br+55(19) 3342-1063

logo

Líderes, Liderados e Exemplos

por: falecom@sigmacon.com.br Sem categoria

Muitos são os estudos sobre técnicas de liderança, muitos são os estilos de liderança, algumas tendências defendem que liderança é nata, outras preconizam a possibilidade de transformar qualquer pessoa em um líder, basta treina-lo.

Mas o que gostaríamos de refletir com vocês no momento são três coisas em conjunto:

Lideres, liderados e bons exemplos.

Adolf Hitler indiscutivelmente foi um grande líder; contudo um péssimo exemplo. Quando lemos sua história e daqueles que o cercavam, notamos que havia um egocentrismo muito grande e que as “pseudo motivações” da guerra eram por uma Alemanha livre, e até mesmo uma raça pura.

“Pura balela”, a história nos mostra que as motivações foram por uma crise financeira que assolava a Alemanha e depois apenas o poder pelo poder, pelo enriquecer individual de alguns e pelo seu enorme complexo de inferioridade que se evidenciava em cada atitude que se revelava ao longo dessa devastadora batalha.

Isso fazia com que aqueles que detinham o poder por serem justamente fracos, usurpassem do poder, para manter o restante supostamente mais fraco do que ele sobre seu jugo. Por outro lado, aqueles que não detinham o poder, não se comprometiam com absolutamente nada; primeiro porque não faziam parte do poder e segundo porque ficando em uma posição de passividade era muito mais conveniente para imputar a culpa aos lideres a posteriori.

E foi exatamente o que aconteceu ao final da guerra; se buscava justificar e culpar seus até ali lideres pelos atos praticados, quanto a culpa havia a duvida; mas havia uma certeza: irremediavelmente todos foram derrotados. Lideres e liderados.

Óbvio que utilizamos o caso de Hitler apenas pela sua magnitude, mas poderíamos ter mencionado outros muito semelhantes.

Acredito que isso traga algumas lições para todos nós

O liderado ou colaborador, que assume uma postura passiva, ou seja, que espera que o líder falhe para poder criticá-lo ou se aproveitar de uma situação de crise em beneficio próprio, jamais será um bom líder.

O líder esteja no nível que estiver que exige de seu colaborador aquilo que ele não pode ser exemplo, não é um líder é um tirano ou no mínimo um embusteiro.

Contudo, o mais importante é que qualquer um dos dois lados; seja líder ou liderado que não for exemplo; com absoluta certeza perderá a guerra.

Talvez a lição que possamos tirar seja:

  • Enquanto liderado sejamos um exemplo, primeiro para com nossos pares, e depois para com nosso líder. Pois para sermos líder um dia também precisamos antes de tudo ser exemplo e isto exige exercício; então vamos exercitar desde já.
  • O orgulho é sinal de fraqueza, querer aprender ainda é um dos maiores sinais de humildade e sabedoria.
  • Líder exija de seu colaborador aquilo que você é capaz de fazer, então exija muito; Líder que exige pouco tem medo de demonstrar suas deficiências.
  • Lideres e liderados, compartilhemos não somente nossas forças, mas também nossas fraquezas, assim as respostas virão com maior facilidade e assertividade.
  • Procuremos ser mais do que simples Lideres ou liderados, sejamos exemplo e vençamos a guerra, que é o nosso objetivo maior.

Muitos se perguntarão: Mas o que tudo isso tem haver com segurança? Tudo!

Quando repousamos nossas expectativas de forma passiva aos meios de segurança e nossos lideres sejam eles no campo da segurança Publica ou Privada, estamos de maneira passiva esperando que os outros façam aquilo que é nossa parte, ou seja, sermos exemplo.

Sejamos exemplo para nossa família em especial para os filhos, para nossos vizinhos, para as pessoas de nosso convívio, seja social ou profissional. Você pode até questionar essas afirmações, mas nós profissionais de segurança sabemos, que se cada um for proativo nesse sentido, a violência e a criminalidade começam a perder força, pois atingiremos as causas e não ficaremos apenas limitados ao campo dos efeitos.

* Adalberto Santos é especialista em segurança e diretor superintendente da Sigmacon. É consultor, palestrante, analista em segurança empresarial e criminal. Possui pós-graduação de processos empresariais em qualidade, MBA em administração e diversos títulos internacionais na área de segurança.



A última modificação foi feita em:junho 13th, 2019 as 14:13




Comentários



Adicionar Comentário