falecom@sigmacon.com.br+55(19) 3342-1063

logo

Educai os jovens, pois esses são a base da futura sociedade.

por: falecom@sigmacon.com.br Sem categoria

Hoje uma foto de um sobrinho neto de 5 anos escovando um cavalo me motivou a refletir e escrever sobre esse tema:

“Educação dos jovens; a efetiva forma de diminuir a violência”.

Conheço bem os pais responsáveis que esse menino tem e, desde pequeno, ele esta aprendendo que – parafraseando o escritor (Mario Sergio Cortella) – “vaca não dá leite”… Tem que tirar, tirar leite da trabalho e trabalho é algo muito digno.

Pitágoras de Samos – filosofo grego, escreveu: “Educai as crianças e não será preciso punir os homens”, talvez este já estivesse profetizando que a base da sociedade moderna é indiscutivelmente o jovem, pois é a estes que o mundo pertence e é destes mais do que nunca a responsabilidade de dar continuidade à humanidade.

A segurança sendo um dos componentes das necessidades básicas da sociedade, ela esta intimamente atrelada a esse tema, pois é através da educação que se minimiza a violência. É com a educação que se cria valores éticos e morais, é com a educação que se constrói uma sociedade mais segura.

Mas como educa-los? Que parâmetros usar nesse mundo com valores tão heterogêneos e voláteis? Como falar de honestidade, integridade, ética se nossos jovens são bombardeados de maneira intensa pela mídia do consumo, da superficialidade, do “o importante é vencer, não importa como”?

Uma das experiências mais ricas que tive em minha vida profissional, quando fui convidado pela Fundação Alphaville para colaborar em um projeto com jovens em situação de vulnerabilidade social; adolescentes em
conflito com a lei em cumprimento de medida socioeducativa na cidade de Senador Canedo em Goiás.

Com o apoio do ministério publico e da vara da infância e adolescência, em conjunto com o empresariado local, trabalhamos com esses jovens desde neolinguística, permacultura, comportamento social, programa de desenvolvimento profissional; Mostramos tanto a eles quanto a suas famílias a importância de estes serem inseridos de forma digna na sociedade. Observem bem: de forma digna, pois não basta simplesmente inseri-los na sociedade, mas temos que garantir que estes se sentirão dignos e passem a gostar dessa dignidade.

Após um mês de trabalho diário e intenso com esses jovens, o empresariado local entendeu os propósitos estabelecidos e empenhou-se em dar oportunidade dentro de suas empresas a esses jovens aprendizes, mas não bastava apenas o emprego, eles precisavam ter em quem se espelhar. Eles precisavam mais do que uma oportunidade, eles precisavam perceber que o trabalho digno tinha levado muitos outros jovens como eles ao sucesso, ai entraram os monitores, funcionários das empresas participantes, que tinham roupas bacanas, tênis bacana, mas que se ralavam, levavam e suportavam broncas, tinham metas e objetivos a cumprir.

Eles começaram a perceber que quando se trabalha para o trafico, eles também tinham metas a cumprir, também ralavam nas madrugadas frias atrás de clientes e correndo o risco de serem pegos pela policia ou até mesmo encontrarem a morte pela frente, também levavam broncas (ou melhor, ameaças), mas se tinha uma coisa que o trafico não podia lhes ofertar que é a dignidade.

Para não me estender, esse programa teve um nível de aproveitamento de mais de 75% de ressocialização com dignidade, onde muitos já tiveram ascensão profissional nas empresas, outros já montaram seu próprio negócio alguns constituíram família e cuidam delas com dignidade.

Como sempre digo: Cada vez que tirarmos um jovem do semáforo, será um a menos para nos dar um tiro na cabeça.

Creio que esses brilhantes empresários da cidade de Senador Canedo, diminuíram bastante a possibilidade de serem vitimas desses jovens e isso, mais que altruísmo, é ser inteligente. Não serão armas que resolverão o problema da violência, não serão prisões que farão a ressocialização desses
jovens ou diminuirão a violência; óbvio que estes são mecanismos necessários para resolver os efeitos da violência, mas você quer mesmo resolver a causa do problema da segurança em nosso país?

Eduquemos nossos jovens com valores sólidos, dêmos dignidade a eles, ensinemos que até mesmo escovar um cavalo é um ato digno. Assim não seremos vitimas e muito menos precisaremos puni-los.

* Adalberto Santos é especialista em segurança e diretor superintendente da Sigmacon. É consultor, palestrante, analista em segurança empresarial e criminal. Possui pós-graduação de processos empresariais em qualidade, MBA em administração e diversos títulos internacionais na área de segurança.



A última modificação foi feita em:junho 13th, 2019 as 16:27




Comentários



Adicionar Comentário